Este site é melhor visualizado em versões superiores ao IE 7. Por favor, atualize seu navegador.

Dr. Isaac Ramos
Oftalmologia Clínica e Cirúrgica
CRM-AL: 5089

Catarata

Catarata é a redução ou perda de transparência do cristalino (lente natural do olho que se localiza atrás da pupila). Nós podemos nascer com catarata ou adquiri-la durante a vida. O mais comum é o aparecimento de acordo com a idade, este tipo é chamado de catarata senil, e aparece geralmente aos 60 anos. Outras condições que podem causar catarata são: traumas, doenças oculares, doenças sistêmicas, ou o uso de algumas medicações.

A catarata não reduz ou desaparece com uso de colírios ou óculos, sendo portanto necessário retirá-la cirurgicamente. A cirurgia da catarata tem como objetivo remover o cristalino opacificado e colocar no seu lugar uma lente artificial, que lá permanecerá o resto da vida sem provocar rejeição.

No inicio a catarata tem uma consistência mais branda e com o passar do tempo vai ficando com a consistência mais dura. Isto é importante para a decisão do momento em que se deve operar a catarata. Quanto mais dura é a catarata maior é o trauma cirúrgico, e consequentemente mais demorado o tempo de recuperação. Por este motivo, uma vez confirmado o diagnóstico de catarata, deve-se indicar a cirurgia o quanto antes, proporcionando assim recuperação visual rápida e maior conforto aos pacientes no pós-operatório.

É importante ressaltar, que muitas vezes o aparecimento da catarata coincide com outras alterações oculares como glaucoma, alta miopia, hipermetropia, doenças da retina e de outras partes do olho. Assim como pode coincidir com outras doenças sistêmicas como diabetes, hipertensão arterial, alterações cardio-pulmonares etc.. Todos estes fatores fazem com que não exista uma cirurgia de catarata igual à outra. Portanto, os riscos envolvidos variam de paciente para paciente.

Em virtude da imensa segurança decorrente da capacitação técnica dos cirurgiões e da precisão dos equipamentos usados, os riscos se tornam pequenos e a grande maioria das cirurgias (99%) transcorre normalmente e com excelentes resultados.

_

Corte esquemático do globo ocular: Catarata

Corte esquemático do globo ocular: Catarata

 

 

Olho normal

Olho normal

 

 

Olho com catarata

Olho com catarata

 

 

Esquema simulando visão com e sem catarata.

Esquema simulando visão com e sem catarata.

 

Biomicroscopia com lâmpada de fenda: setas apontando para o cristalino transparente (sem catarata).

Biomicroscopia com lâmpada de fenda: setas apontando para o cristalino transparente (sem catarata).

 

 

Biomicroscopia com lâmpada de fenda: Catarata inicial

Biomicroscopia com lâmpada de fenda: Catarata inicial

 

 

Biomicroscopia com lâmpada de fenda: Catarata Moderada

Biomicroscopia com lâmpada de fenda: Catarata Moderada

 

 

Biomicroscopia com lâmpada de fenda: Catarata Avançada

Biomicroscopia com lâmpada de fenda: Catarata Avançada

 

 

Biomicroscopia com lâmpada de fenda: Catarata Muito Avançada

Biomicroscopia com lâmpada de fenda: Catarata Muito Avançada

 

 

Catarata Branca

Catarata Branca

 

 

Biomicroscopia após cirurgia de catarata (2º dia): Observa-se olho sem inflamação, córnea sem edema, e com a lente intra-ocular bem posicionada (Cirurgião: Dr. Isaac Ramos).

Biomicroscopia após cirurgia de catarata (2º dia): Observa-se olho calmo, córnea clara e sem edema, pupila normal, e reflexo luminoso na lente intra-ocular indicando bom posicionamento da mesma (Cirurgião: Dr. Isaac Ramos).

 

IMPORTANTE: Ao agendar sua cirurgia NÃO suspenda medicação alguma que estiver usando, sem autorização do seu médico. Lembre-se de trazer seus exames complementares no dia da cirurgia.

SAIBA MAIS SOBRE A TÉCNICA CIRÚRGICA DA CIRURGIA DE CATARATA CLICANDO AQUI.

.